Publicidade

Controle Contabilidade

;

SUPER SHOW GOMES

sexta-feira, 29 de abril de 2011

JOANITA TORRES ARRUDA CÂMARA

    
No dia 26 de julho de 1912, nasce Joanita Torres,  na cidade de Araruna, na Paraíba. Ainda criança, mudou-se para Nova Cruz, no interior do Rio Grande do Norte, onde morou a maior parte de sua vida. Freqüentou durante a sua juventude a Escola Doméstica em Natal, mas retornou ao interior, onde aos 13 anos já trabalhava com o pai, seu Totô Jacinto, fazendeiro, pesando algodão.  Joanita era  a filha mais velha de três mulheres ( as outras duas irmãs eram Iracema e Teresinha) do casal Totô Jacinto e Maria Torres . E foi assim, trabalhando com o pai e fazendo tarefas que, naquela época, só os homens costumavam fazer, é que Joanita  aprendeu a tomar decisões e a comandar.
        
Casou-se com Lauro Arruda Câmara em 1935, e com ele vivenciou um casamento diferente dos demais:  na época onde a mulher era reservada para as tarefas domésticas, Joanita sempre trabalhou fora,  no comércio. Entretanto, ao ajudar o marido que já havia sido prefeito e deputado, surgiu nela um espírito político,  e descobriu uma vocação para líder. Juntos,  tiveram 8 filhos: Paula Frassinete, a mais velha, que morreu com poucas semanas de nascida; Marluce, Cassiano, Leonardo, Laurita ( que morreu em 1970, vítima de convulsões), Cid,  Domício e Lauro Arruda Câmara Filho.  O casal teve 16 netos.
        
Durante os anos 50,  Joanita   foi eleita prefeita de Nova Cruz, a mais importante cidade da região agreste. Juntamente com o marido, pertenceu ao PSD e foi fiel ao partido até sua extinção. Em 1960, fez parte da coligação “Cruzada da Esperança”, que elegeu o então candidato Aluízio Alves governador do estado.  Respeitada por todos, até pelos adversários políticos, Joanita  sempre tratou com carinho os mais humildes: todos tinham acesso à mesa farta em sua casa. Gestos como esses lhe renderam o carinhoso apelido de “Mãe Gorda”, pois era quase uma mãe para o povo pobre da cidade.
        
Dona Joanita, como era conhecida, era alta, altiva e decidida, e marcou a cidade de Nova Cruz
pela sua atuação dinâmica. Ao deixar a política, permaneceu como liderança na região, e trabalhando na sua loja, Comércio Arruda Câmara, especializada em eletrodomésticos. Ela faleceu no dia 29 de abril de 1993, aos 80 anos, em decorrência de uma embolia pulmonar. O seu enterro parou a cidade de Nova Cruz. As escolas não abriram em memória à ela, o
comércio não funcionou,  e mais de 5 mil pessoas estavam presentes, incluindo os políticos mais importantes do estado. Ela estará sempre na memória do povo de Nova Cruz como a “mãe gorda”, um exemplo de lealdade e fidelidade ao seu povo e aos seus princípios.

        Joana Vale de Andrade Arruda Câmara ( neta de Joanita Torres Arruda Câmara)

Um comentário:

  1. O BLOG AFRANIO PATRICIO esta no TOP 10 de Abril/2011.
    Veja no VNT: http://www.vntonline.com.br/2011/04/top-10-dos-sites-e-blogs-do-agreste-e.html

    ResponderExcluir