Publicidade

Controle Contabilidade

;

SUPER SHOW GOMES

terça-feira, 12 de abril de 2011

Caern


EDUCAÇÃO
Caern alerta: mau uso da rede aumenta em 500%  obstruções de esgotos quando chove
Flamínio Oliveira – ACS Caern
A previsão dos meteorologistas do reinício do período de chuvas em Natal preocupa os técnicos da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). Sempre que chove, o número de obstruções na rede esgotos triplica, em decorrência do desvio indevido da água da chuva para o sistema coletor e do lançamento de lixo na tubulação, chegando a quintuplicar nos dias de chuvas de grande intensidade. Somente nas zonas Sul, Leste e Oeste da capital, onde é registrada a maioria das ocorrências, quando há temporais, o número obstruções pode chegar a trezentas num único dia.
 Segundo o gerente da Regional Natal Sul, Lamarcos Teixeira, normalmente são registradas 50 ocorrências diárias de obstrução na rede de esgotos, índice que, nos dias chuvosos, se eleva para 150, chegando a 300 ocorrências (500%) nos dias de chuva acima dos 100 milímetros, sendo a maioria, cerca de 80%, ocasionada pelo desvio irregular da água da chuva para o sistema coletor de esgotos. Ele informa que a combinação água de chuva mais lixo na tubulação é fatal para aumentar os registros de obstruções da rede de esgotamento sanitário em toda Natal. Lamarcos também aponta a falta de manutenção da rede de drenagem, destinada à captação de água da chuva que, acumulada, penetra pelas frestas dos poços de visita, como fator que contribui para obstruir a rede coletora de esgotos.
 “Esse problema registrado durante o inverno em Natal, ocasionado pelo transbordamento de esgotos, poderia ser evitado, na maioria dos casos, se a água da chuva não fosse escoada indevidamente para a rede coletora. O sistema é dimensionado para trabalhar utilizando apenas um terço do diâmetro da tubulação, ficando os outros dois terços livres para o escoamento dos dejetos evitando, desta forma, a pressurização da rede, responsável por vazamentos e consequentes afundamentos da tubulação,“ explica Lamarcos Teixeira.
 O gerente da Caern lembra que a população deve se conscientizar e não desviar a água acumulada da chuva para a ‘caixa de reunião’, pois o equipamento, geralmente implantado nos quintais, destina-se, exclusivamente, a receber o esgoto doméstico. Com o aumento indevido do volume, pelo acúmulo da água de chuva, a rede coletora de esgotos não suporta, ocasionando o transbordamento, na via pública, dos poços de visita (equipamentos com tampa de ferro fundido) e o retorno dos esgotos para as residências. Outra ação comum e igualmente danosa é a violação dos poços de visita para permitir o escoamento da água de chuva, algo comum em diversas áreas da cidade como a orla marítima, Rocas, Quintas, Bairro Nordeste e Tirol.
Assessoria de Comunicação Social – ACS
Fones: 3232-4161 / 3232-4236 / 8839-8919

Nenhum comentário:

Postar um comentário